Pular para o conteúdo principal

ORDEM DE PRISÃO PARA O PAPA ITCCS.ORG



A dupla das trevas poderá ser presa a qualquer momento.
Joseph Ratzinger, papa que renunciou, juntamente com a Rainha da Inglaterra, Elizabeth Windsor, o jesuíta chefe do Vaticano, o primeiro-ministro do Canadá e mais 27 réus, entre líderes religiosos e políticos, foram condenados pela Corte Internacional de Justiça, em Bruxelas, a 25 anos de prisão pelo assassinato de mais de 50.000 crianças indígenas.

O veredicto do Tribunal de Direito Comum Internacional de Justiça condenou os réus por crime de genocídio, pelo assassinato de mais de 50.000 crianças índias e mestiças no Canadá (veja a história completa logo em seguida). A ordem judicial foi emitida para os Réus em 25 de fevereiro de 2013 e eles tinham até o dia 04 de Março de 2013 para se entregarem espontaneamente, conforme o Despacho 022513-001:

"Aos réus é ordenado que se entreguem voluntariamente para oficiais de paz e agentes autorizados por esta Corte, tendo sido considerados culpados da acusação. Os réus têm sete dias a partir da emissão da ordem, até 04 de março de 2013, para cumprimento. Depois de 04 de março de 2013, um mandado de captura internacional será emitido contra esses réus ".

Veja o documento

PLANO DE EXTERMÍNIO
Além da prisão sem direito a liberdade condicional, o Tribunal ordenou a apreensão dos bens pessoais dos condenados. O veredicto foi unânime em considerar culpados os acusados de Crimes contra a Humanidade, e de ser parte de uma conspiração criminal em curso. Entre os réus julgados culpados estão Elizabeth Windsor, Rainha da Inglaterra, Stephen Harper, primeiro-ministro do Canadá, e os oficiais chefe da Igreja Católica, Anglicana e Unidos da Canadá. * (Uma cópia completa do veredicto, a ordem judicial e uma lista dos réus é incluído no link que o acompanha). O julgamento durou quase um mês de deliberações por mais de 30 cidadão jurados que analisaram 150 casos apresentados pelos procuradores do Tribunal. O júri concluiu que houveram provas irrefutáveis e detalhadas de uma enorme conspiração criminosa com a participação das instituições dos acusados ​​de cometer e ocultar genocídio em gerações de crianças índias nas escolas residenciais em todo o Canadá. Os réus não negaram as acusações e tampouco apresentaram contraprova. "Esses crimes dirigidos às crianças foram um plano frio e calculado para exterminar os índios que não eram cristãos. O acórdão declara os bens e as propriedades das igrejas responsáveis pelo genocídio canadense que serão confiscados e disponibilizados como reparações às famílias das vítimas desse odioso crime. Para impor a sentença, o Tribunal teria poderes sobre o Canadá, Estados Unidos, Inglaterra, Itália e mais outras 12 nações. As igrejas que terão bens sequestrados são a Católica Apostólica Romana, a Anglicana e a Igreja Unida do Canadá, que são as principais agenciadoras de mortes das crianças. A sentença declara expressamente que esses organismos eclesiais tem atividades criminais que envolvem ainda roubo de riquezas do povo. Conforme declarou Kevin Annett, chefe dos procuradores, “Os mortos podem agora finalmente descansar em paz.” Os oficiais de justiça estão entregando a Ordem a todos os Réus nesta semana, incluindo o primeiro-ministro canadense, a rainha da Inglaterra e Joseph Ratzinger, o Papa Bento XVI. Assim, obviamente a renúncia abrupta de Ratzinger foi para evitar o escândalo mediante uma prisão de um papa dentro do Vaticano.
Acompanhe o andamento dos fatos, nas próximas semanas, acessando o sitewww.itccs.org.






O GENOCÍDIO – OS CRIMINOSOS

A ação criminal foi intentada por crime de genocídio contra as crianças da nação indígena Mohawk do Canadá, sendo apontados como mandantes a rainda da Inglaterra, o governo do Canadá, o Vaticano e algumas grandes empresas farmacêuticas. Essa ação é a primeira da espécie, no mundo todo. Deflagrado por Jason Bowman da Associação dos Procuradores do Cidadão do Canadá e pelo Reverendo Kevin Annett, do Tribunal Internacional para Crimes da Igreja e dos Estados (ITCCS) em nome de milhares de interessados, famílias das vítimas assassinadas. Em coletiva à imprensa (que obviamente a mídia illuminatti barrou) o processo foi explicado em detalhes na Corte do Tribunal Federal do Canadá, na Queen Street West, 180, Toronto, em 04 de Julho de 2012. Uma cópia da declaração foi disponibilizada à imprensa, no mesmo mês, que pode ser vista no link:

http://www.scribd.com/doc/98695498/July12012ACPITCCSJointPressReleaseStatement-7

CORPOS ACHADOS – TORTURA - MUTILAÇÃO
Mediante varreduras por radar de penetração no solo adjacente ao edifício principal fechado do Instituto Mohawk, foram localizados inúmeros corpos entre 15 a 20 metros de profundidade, enterrados em valas comuns. O Instituto foi fechado em 1970 para camuflar a existência desses túmulos. Testemunhas oculares, ouvidas no julgamento, afirmaram ter presenciado sacerdotes em túnicas vermelhas torturando crianças em rituais satânicos. Crimes sexuais horrendos foram praticados. Num dos eventos narrados, a rainha Elizabeth Windsor, como Chefe de Estado e da Igreja da Inglaterra estava presente e ordenou pessoalmente tortura ritual em escolas residenciais controladas pela Igreja da Inglaterra e pelo Vaticano.

http://lucas2012infos.wordpress.com/2013/02/19/itccs-org-the-international-tribunal-into-crimes-of-church-and-state-genocide-in-canada-even-the-official-whitewash-now-admits-that-thousands-of-children-died-but-when-will-cri/
http://www.silverdoctors.com/itccs-pope-benedict-resigned-to-avoid-arrest-seizure-of-church-wealth-by-easter/

http://www.vaticancrimes.us/2013/03/wikileaks-release-secret-documents.html

Veja o vídeo:

Leia mais em: www.examiner.com

ATUAL PAPA TAMBÉM TERIA PARTICIPADO DO GENOCÍDIO

Jorge Mario Bergoglio, atual papa, também foi indiciado no mesmo processo e também tem ordem de prisão.

O suspeito foi rapidamente eleito como o novo Papa da Igreja de Roma, em um conclave realizado a “toque de caixa”. Além de ser acusado de ajudar a seqüestrar opositores da junta militar da Argentina durante a década de 1970 e de tráfico de bebês , por advogados e membros da Plaza de Mayo, grupo de direitos humanos ( Los Angeles Times, 17 de abril de 2005 ", o cardeal argentino Nomeado em Ação Seqüestro" ), Bergoglio também teria participado do evento genocida Mohawk. A Ordem dos Jesuítas estabeleceu o sistema escolar residencial na América do Norte em meados do século 19, e tem levado a destruição e morte de milhões de não-católicos de todo o mundo desde o seu início em meados do século 16. Sob um juramento secreto administrado a todos os membros, os jesuítas são autorizados e incentivados a matar, torturar ou derrubar qualquer adversário do Vaticano e do Papa. Estes fatos, as alegações argentinas, e sua cumplicidade na conspiração global contra crianças enunciados na lei canônica Crimen Sollicitationas, torna o novo Papa potencialmente suscetível a prisão e condenação sob a lei internacional, a exemplo dos outros condenados. O ITCCS entende que a eleição de Jorge Mario Bergoglio foi um arranjo rápido para arrumar um “bode expiatório” à frente da instituição do Vaticano, poupando Bento XVI, que seria uma figura indispensável na agenda Illuminati. Bergoglio, portanto, também está sujeito à prisão imediata, nos termos da Ordem Common Law Tribunal de 5 de março de 2013, emitido pelo Tribunal de Direito Comum Internacional de Justiça sob a autoridade do jus gentium , a Lei das Nações, e do Estatuto de Roma do Tribunal Penal. A condenação de Bergoglio também envolve crimes contra a humanidade e de envolvimento em uma conspiração criminosa global com sede em Roma (Agenda Global Illuminati), em plena cooperação da Ordem dos Jesuítas (continuidade moderna dos antigos Cavaleiros Templários).

PROCESSO EM HAIA
Em 2011, advogados de direitos humanos representando vítimas de abuso sexual do clero, já haviam entrado com uma queixa no Tribunal Penal Internacional em Haia, para investigar e processar o Papa Bento XVI e três altos funcionários do Vaticano por crimes contra a humanidade, envolvendo participação ativa, cumplicidade e acobertamento de estupros e abusos sexuais de crianças. Curiosamente, a matéria foi publicada no New York Times, que todos sabemos, é mídia Illuminati. Veja em:


http://www.nytimes.com/2011/09/14/world/europe/14vatican.html?_r=2&ref=europe&cid=nlc-dailybrief-daily_news_brief-link25-20110913&

Leia assuntos relacionados:

IMUNIDADE PELA IMPUNIDADE
RATZINGER pretende se esconder.

http://www.reuters.com/article/2013/02/15/us-pope-resignation-immunity-idUSBRE91E0ZI20130215

Mais denúncias de abuso sexual contra crianças envolvendo BENTO XVI:
http://www.guardian.co.uk/world/2013/feb/11/pope-resigns-sex-abuse-survivors


Associação já teria processado o papa em Haia:
http://www.toledoblade.com/Religion/2012/04/03/Hague-court-of-last-resort-SNAP-chief-says.html


Papa renunciou para evitar a prisão:
http://www.silverdoctors.com/itccs-pope-benedict-resigned-to-avoid-arrest-seizure-of-church-wealth-by-easter/


Papa Bento XVI afirmou que os abusos dentro da igreja era um "mistério"
http://www.ibtimes.co.uk/articles/433738/20130211/pope-benedict-xvi-resign-child-sex-abuse.htm

Os crimes de Jorge Mario Bergoglio, atual papa:
http://www.protegeatushijos.org/

100 ANOS DE GENOCÍDIO

“MATAR O ÍNDIO PARA SALVAR O HOMEM. O ÚNICO ÍNDIO BOM É O ÍNDIO MORTO.” Citação de Richard H. Pratt,fundador do primeiro internato indiano denominado “Carlisle Indian School Industrial”.


As crianças eram arrancadas à força de suas famílias, sob pretexto de receberem educação civilizada. Nunca mais retornavam. Simplesmente sumiam.

De acordo com o Reverendo Kevin Annett, Secretário do Tribunal Internacional para Crimes da Igreja e dos Estados (www.itccs.org), o Instituto Mohawk (foto abaixo) foi criado pela Igreja Anglicana da Inglaterra em 1832 para aprisionar e destruir gerações inteiras de crianças da etnia indígena Mohawk. As crianças indígenas eram arrancadas violentamente de suas famílias e levadas a esses internatos. Lá sofriam todo o tipo de maus tratos, trabalhados forçados, experiências médicas, torturas, rituais malignos, violência sexual e toda uma série de perversões perpetradas por padres, freiras e mandatários da igreja. O Instituto Mohawk foi a primeira escola indígena residencial no Canadá e durou até 1970 quando foi fechada para esconder os crimes ali cometidos pela igreja.


Como na maioria das escolas residenciais, mais de metade das crianças presas ali nunca mais voltou para casa. Muitas delas foram enterradas ao redor da própria escola.


Em 1909, o Dr. Peter Bryce , superintendente médico geral para o Departamento de Assuntos Indígenas (DIA), informou o departamento que entre 1894 e 1908, as taxas de mortalidade em algumas escolas residenciais no oeste do Canadá variou de 30% a 60% em cinco anos (ou seja, cinco anos após a entrada, de 30% a 60% dos estudantes tinham morrido, ou 6-12% ao ano). Estas estatísticas não se tornaram públicas até 1922, quando Bryce, que já não estava trabalhando para o governo, publicou A História de um Crime Nacional:. Sendo um registro das condições de saúde dos índios do Canadá 1904-1921. Desde então, a humanidade cruzou os braços para essa situação.

Depoimento de um sobrevivente do massacre.

Para saber a história completa desses campos de concentração e extermínio de crianças administrados pela Inglaterra e pela Igreja, acesse:
http://americanindiantah.com/lesson_plans/ml_boardingschools.html



A FICHA NEGRA DO PAPA


O mal deixa rastros indeléveis, mesmo que seus feitores tentem escondê-los. Por isso, as notícias do novo Papa, não são nada boas. Curiosamente, um parágrafo da Wikipedia, com a biografia de Jorge Bergoglio, simplesmente desapareceu! O parágrafo contava que durante a ditadura militar na Argentina, sob o jugo do General Videla (período da “Guerra Suja" 1976-1983) Bergoglio delatou os padres e monges de esquerda aos militares, alguns dos quais mais tarde desapareceram misteriosamente. A história foi publicada em um livro do jornalista e escritor, Horácio Verbitsky, chamado "L’Isola Del Silencio" (A Ilha do Silêncio). A obra conta sobre a cooperação da Igreja com a ditadura argentina, assim como ocorreu com a cooperação direta também com Hitler, no nazismo. A sinopse do livro, que pode ser encontrada no site de uma livraria argentina, pode ser vista emhttp://www.lsf.com.ar/libros/35/SILENCIO-EL/


Abaixo, transcrevemos:
Sinopsis de SILENCIO, EL
"Cuando la Comisión Interamericana de Derechos Humanos visitó la ESMA en 1979 no encontró ni rastro de los prisioneros. Con la ayuda de la Iglesia, la Armada los había escondido en la isla "El silencio", el lugar habitual de recreo del cardenal arzobispo de Buenos Aires. No se conoce otro caso en el mundo de un campo de concentración en una propiedad eclesiástica. Las relaciones secretas que este libro revela después de casi tres décadas de silencio incluyen la seducción que el almirante Massera ejercía sobre el papa Paulo VI, el doble juego del ahora cardenal primado Jorge Bergoglio, la colaboración del nuncio Pío Laghi y del secretario del vicariato castrense Emilio Graselli con el programa de reeducación de prisioneros de la ESMA. Con la prosa apasionante de un thriller, Horacio Verbitsky describe la fascinación del mal sobre una institución cuya finalidad declarada es hacer el bien.

ESMA – Escola Superior de Mecânica da Marinha, Argentina. O local era um centro de detenção clandestina por onde passaram mais de 5.000 prisioneiros políticos durante a ditadura de Videla, sendo que muitos deles simplesmente sumiram e jamais foram encontrados.



Bergoglio com Videla, na foto. Esse é mais um dos capítulos negros da história da participação da Igreja Católica Apostólica Romana, cuja cabeça é o Vaticano, em episódios históricos de tortura, abusos sexuais, sequestro e morte. A escolha do conclave, pelo visto, foi bem criteriosa, dentro dos interesses que os norteiam. Habemus “santo” Papam, Jorge Bergoglio, um jesuíta illuminati. Esse mesmo que a mídia faz questão de colocar comohomem bom, humilde, simples e generoso.
Fonte: portrasdamidimundial.blogspot.com.br

Postagens mais visitadas deste blog

Biólogos provam que o sarampo não é um vírus, e vence processo da Suprema Corte Alemã.

Em uma decisão recente, os juízes do Supremo Tribunal Federal alemão (BGH) confirmaram que o vírus do sarampo não existe.
Além disso, não há um único estudo científico no mundo que possa provar a existência do vírus em qualquer literatura científica. Isso levanta a questão do que foi realmente injetado em milhões ao longo das últimas décadas.

Nenhum cientista, imunologista, especialista em doenças infecciosas ou médico nunca foi capaz de estabelecer uma base científica, não só para a vacinação do sarampo, mas qualquer vacinação para bebês, mulheres grávidas, idosos e até mesmo muitos subgrupos de adultos.

O fato de muitas vacinas serem ineficazes está se tornando cada vez mais aparente. Merck foi golpeada com dois processos de ação de classe separados alegando que mentiu sobre a eficácia da vacina contra caxumba em sua combinação MMR tiro e fabricados estudos de eficácia para manter a ilusão para as duas últimas décadas que a vacina é altamente protetora.



Estudos como o publicado na r…

Socialismo Fabiano! Lobos em pele de cordeiro.

O socialismo fabiano, ou fabianismo, é um movimento político-social britânico nascido no fim do século XIX, encabeçado pela Sociedade Fabiana. Esta associação foi fundada em Londres no dia 4 de janeiro de 1884, e propunha, como finalidade institucional, a elevação da classe operária para tornar-la apta a assumir o controle dos meios de produção.

Desde seus fundadores, o casal britânico Sidney e Beatrice Webb, o fabianismo nunca passou de um instrumento auxiliar da revolução marxista, incumbido de ganhar respeitabilidade nos círculos burgueses para destruir o capitalismo desde dentro. Os conservadores ingleses diziam isso e eram ridicularizados pela mídia, mas a abertura dos Arquivos de Moscou provou que o mais famoso livro do casal não foi escrito pelo marido nem pela esposa, mas veio pronto do governo soviético.

A articulação dos dois socialismos era chamada por Stalin de “estratégia das tesouras”: consiste em fazer com que a ala aparentemente inofensiva do movimento apareça como ún…

"Israel envolvidos no assassinato do juiz Teori Zavascki em avião para evitar papéis Panamá??

Nas informções abaixo posso não concordar com isto ou aquilo, mas postei na integra o material que encontrei pois, precisamos de toda informação possivel para que ao chegar novas noticias tenhamos uma compreenção melhor do que nos rodeia, atentem para as informações que julguem interessantes descartem o que seja dentro de seu sistema de crenças.  Ricardo Camillo.
Papéis Panamá segunda parte; levando à prisão de mais de 200 políticos e executivos, incluindo o presidente Temer e ex-presidente do Banco Central, Alexandre Tombini. Seria uma outra razão para a demissão procurado do diretor do serviço secreto Mossad ".
21 de janeiro de 2017




O juiz Teori Zavascki morreu no ataque em seu avião na quinta-feira no mar ao sul do Rio de Janeiro.

Seu assassinato foi realizado pela presidência brasileira, que é de propriedade por sionista Michel Temer com a assistência técnica do Mossad para proteger os seus investimentos em ambas as empresas Petrobras e Odebrecht SA, para evitar a prisão de mai…