Pular para o conteúdo principal

Vaticano e a rainha da Inglaterra acusados de genocidio



Genocídio de crianças Mohawk pelo Vaticano e a rainha da INGLATERRA descoberto no Canadá.

Valas comuns de crianças Mohawk enterradas em massa foram descobertas pelo radar de penetração no solo no InstitutoMohawk, uma escola residencial para crianças da etnia indígenaMohawk operado pela Igreja Anglicana da Inglaterra e o Vaticano antes de seu fechamento ocorrido em 1970.

A “Nobreza negra (e reptiliana)“ europeia e o Vaticano:

Alfred Lambremont Webre - Seattle Exopolitics Examiner

Fonte: www.examiner.com

Tradução e imagens: Thoth3126@gmail.com



Vídeo: Crianças indígenas Mohawk mortas em genocídio e enterradas em massa em valas comuns pela Igreja da Inglaterra e sua Rainha Elizabeth e o VATICANO, descobertos no Canada pelo uso do radar de penetração no solo, valas encontradas no Instituto Mohawk - Pelo Reverendo Kevin Annett

Por Alfred Lambremont Webre, JD, MEd

Brantford, Ontário-Canadá - De acordo com o Rev. Kevin Annett, Secretário do Tribunal Internacional para Crimes da Igreja e dos Estados ( www.itccs.org ), o Instituto Mohawk foi “criado pela Igreja Anglicana da Inglaterra em 1832 para aprisionar e destruir gerações inteiras de crianças da etnia indígena Mohawk. Esta primeira [chamada de Primeiras Nações] escola indígena residencial no Canadá durou até 1970, e, como na maioria das escolas residenciais, mais de metade das crianças presas ali nunca mais voltou para casa. Muitos deles estão todos enterrados ao redor da própria escola.”


O Instituto Mohawk foi “criado pela Igreja Anglicana da Inglaterra em 1832 para aprisionar e destruir gerações inteiras de crianças da etnia indígena Mohawk.

Uma varredura preliminar pelo radar de penetração no solo adjacente ao edifício principal agora fechado do Mohawk Institute revelou que “entre 15 a 20 metros de profundidade no solo” foi detectado os túmulos em massa de crinças enterradas nas valas comuns, pouco antes do Instituto Mohawk ter sido fechado em 1970, para camuflar a existência de túmulos de crianças Mohawk enterradas em massa e evitar de serem processados por genocídio e crimes contra a humanidade de acordo com a Convenção de Genebra, pelo Tribunal Penal Internacional em cooperação com os tribunais nacionais.

O Tribunal Internacional para Crimes da Igreja e dos Estados ( www.itccs.org ) deverá instaurar um processo judicial em Bruxelas, na Bélgica e em Dublin, na Irlanda por crimes de genocídio contra crianças indígenas e contra a humanidade, sendo os réus (a Rainha) Elizabeth Windsor, chefe de Estado do Canadá e chefe da Igreja Anglicana da Inglaterra e Joseph Ratzinger, o Papa Bento XVI chefe da Igreja Católica, tanto de quem conscientemente participou do planejamento e encobrimento do genocídio infantil, de acordo com as evidências forenses.

As sessões do Tribunal poderiam originalmente ter sido realizadas em Londres, no Reino Unido. No entanto, o governo britânico (comandado pela acusada, a rainha Elizabeth) negou entrada ao Secretário do Tribunal, a juristas importantes e funcionários do Tribunal Internacional para os Crimes da Igreja e dos Estados (ITCCS.org) sem uma justa causa.

{n.t. – Os Mohawk são a tribo mais oriental da confederação indígena de pele vermelha Iroquois. Eles se chamam Kanien’gehaga, como as pessoas do lugar do Flint. Kanien’kehá: kA (“Povo do Lugar de Flint”) é um povo indígena da nação Iroquoian da América do Norte originária do vale do Mohawk no norte do estado de Nova York. Seu território variou para o sul da atual cidade de Quebec e do leste de Ontário, no Canadá.



Seus assentamentos atuais incluem áreas em torno do lago Ontário e do Rio São Lourenço no Canadá. Sua pátria tradicional se estendeu ao sul do rio Mohawk, no lado oriental das Green Mountains de Vermont, a oeste da fronteira com o território tradicional da Nação indígena Oneida, e para o norte com o Rio São Lourenço.

Como membros originais da Liga Iroquois , ou Haudenosaunee, os indígenas Mohawk eram conhecidos como os “Guardiões da Porta Oriental”. Por centenas de anos, eles guardaram a Confederação Iroquois contra a invasão vinda por esse sentido por tribos da Nova Inglaterra e em menores áreas de Nova York e pelos colonos chegados da Europa. A religião Mohawk é predominantemente animista.}


Sepulturas de crianças Mohawk enterradas em massa, descobertas pelo Instituto Mohawk, do Canadá. Crédito: ITCCS.ORG

A descoberta da vala comum das crianças indígenas Mohawk, encontradas com o uso de radar de penetração no solo no Instituto Mohawk vem na esteira de provas filmadas por testemunhas oculares como William Coombes, que em outubro de 1964 testemunhou que a Rainha Elizabeth Windsor, como Chefe de Estado do Canadá e Chefe da Igreja Anglicana da Inglaterra, em visita há uma escola indígena em Kamloops, British Columbia, no Canadá, a viu pessoalmente escolhendo 10 jovens crianças indígenas, fazendo-lhes beijar os seus próprios pés reais, e alegadamente as levou da escola para um piquenique em um lago.

Desde então as 10 crianças indígenas Mohawk nunca mais foram vistas. O Sr. Coombes, que estava depondo no Tribunal Internacional para Crimes de Genocídio com as crianças, da Igreja e dos Estados (www.itccs.org ) contra a rainha Elizabeth Windsor, foi “assassinado” em fevereiro de 2011. Felizmente, o depoimento do Sr. Coombes “foi gravado antes de sua morte e está disponível para o Tribunal Internacional.”



O Reverendo Kevin Annett afirma que instrumentos de tortura como um rack para torturar os filhos, as crianças Mohawk em tortura ritual foram encontrados na agora fechada escola do Mohawk Institute. Testemunhas oculares da comunidade indígena Mohawk afirmaram que presenciaram sacerdotes em túnicas vermelhas torturando crianças em rituais de tortura.

O reverendo Annett fez estas revelações em uma entrevista exclusiva em 07 de outubro de 2011, em entrevista cedida à Alfred Lambremont Webre. Na entrevista, o Rev. Annett reconhece os paralelos entre o genocídio infantil em outubro de 1964 e os possíveis assassinatos rituais de 10 crianças indígenas por Elizabeth Windsor, Chefe de Estado do Canadá e Chefe da Igreja da Inglaterra, e ao genocídio de crianças indígenas que ocorreram durante o mesmo período no Instituto Mohawk.

Esses paralelos sugerem que a rainha Elizabeth Windsor, como Chefe de Estado e chefe da Igreja da Inglaterra estava pessoalmente ciente, ordenou, e participou neste programa sistemático de genocídio, tortura ritual e assassinatos de crianças indígenas pela Igreja da Inglaterra em escolas residenciais dirigidas e controladas pela Igreja da Inglaterra e o Vaticano.



Acima: Em sua entrevista, o Rev. Annett afirmou que a grande mídia canadense, assim como o governo do Canadá está sistematicamente trabalhando no encobrimento e no apagão de qualquer notícia publicada nos grandes meios de comunicação das descobertas do genocídio infantil das crianças indígenas da nação Mohawk, do Instituto Mohawk.

Tribunal Internacional para Crimes da Igreja e do Estado: www.itccs.org

Artigos relacionados

1. Bilderberger indiciados, BC Attorney General, CFRO-FM: Uma cobertura para Elizabeth Windsor

2. Sacerdotes satânicos na Igreja Católica? http://www.presstv.ir

————————————————————————————————-

AÇÃO CRIMINAL por GENOCÍDIO de crianças indígenas na Corte Federal no Canadá.

http://itccs.org/

http://itccs.org/2012/06/29/1043/

Histórico: Caso de Ação Criminal por GENOCÍDIO de crianças da Nação índígena Mohawk, contra o Governo do Canadá, o Vaticano, a Coroa da Inglaterra, a rainha Elizabeth, e grandes empresas farmacêuticas, que será aberto no Tribunal Federal do Canadá. Essa Ação de classe é a primeira de seu tipo.

01 de JULHO de 2012 - Toronto, Canadá:

Um comunicado de imprensa conjunta da Associação dos Procuradores do Cidadão (ACP) e do Tribunal Internacional para Crimes da Igreja e do Estado (ITCCS) foi feito no “Dia do Canadá”, em 01 de julho de 2012. Ele anuncia a ação judicial de primeira classe na história canadense para citar como co-argüidos/processados, o Vaticano, a coroa da Inglaterra, o Canadá e suas igrejas, e as grandes empresas farmacêuticas, onde todos são acusados de crimes contra a humanidade e de conspiração criminosa.



O processo é apresentado por Jason Bowman do ACP-Associação dos Procuradores do Cidadão e o Rev. Kevin Annett do ITCCS, em nome de um grupo de muitos outros interessados. O processo será explicado em detalhes em uma coletiva de imprensa que será realizada na data do depósito da AÇÃO no Edifício da Corte do Tribunal Federal do Canadá, na Queen Street West, 180, em Toronto, no Canadá, na quarta-feira, dia 04 de julho.

Uma cópia da declaração que foi dada à imprensa em 1º de julho pode ser lida no link: http://www.scribd.com/doc/98695498/July12012ACPITCCSJointPressReleaseStatement-7



À esquerda: Jason Bowman et al entrega documentos da ação na Justiça Federal do Canadá, em 5 de julho de 2012.

“As Vítimas da igreja, do Estado e das grandes empresas farmacêuticas estão se unindo para finalmente pôr fim ao terror“, disse hoje o Reverendo Kevin Annett.

“Entre outros demandantes nessa ação de classe especial estão os sobreviventes indígenas do genocídio contra os povos nativos (indígenas das tribos pele vermelhas) do Canadá, que nunca tiveram a sua oportunidade num tribunal. A relação das vítimas é longa. Mais de 50.000 crianças foram assassinadas e finalmente o estado do Canadá, a Igreja Católica, Igreja Anglicana e a Igreja Unida, que serão confrontados, processados e todos levados à julgamento“.

Para informações de contato Jason Bowman em 705-250-0221 e Annett Kevin em 250-591-4573 . CAMPANHA peace@peaceinspace.orgSaiba (informe-se) mais sobre a “santa” igreja romana em: http://thoth3126.com.br/bispos-no-vaticano-ligados-ao-demonio/http://thoth3126.com.br/lavagem-de-dinheiro-tambem-no-banco-do-vaticano/http://thoth3126.com.br/vaticano-telescopio-lucifer-em-busca-de-alienigenas/http://thoth3126.com.br/as-profecias-do-papa-joao-xxiii/http://thoth3126.com.br/o-vaticano-e-o-regresso-do-planeta-x-parte-ii/;http://thoth3126.com.br/o-vaticano-e-o-regresso-do-planeta-x-parte-final/http://thoth3126.com.br/o-vaticano-e-o-regresso-do-planeta-x/http://thoth3126.com.br/por-que-a-renuncia-do-papa-bento-xvi/http://thoth3126.com.br/rede-de-sexo-chantagem-corrupcao-e-homossexualismo-dentro-da-igreja-de-roma/
Fonte:www.thoth3126.com.br

Postagens mais visitadas deste blog

Biólogos provam que o sarampo não é um vírus, e vence processo da Suprema Corte Alemã.

Em uma decisão recente, os juízes do Supremo Tribunal Federal alemão (BGH) confirmaram que o vírus do sarampo não existe.
Além disso, não há um único estudo científico no mundo que possa provar a existência do vírus em qualquer literatura científica. Isso levanta a questão do que foi realmente injetado em milhões ao longo das últimas décadas.

Nenhum cientista, imunologista, especialista em doenças infecciosas ou médico nunca foi capaz de estabelecer uma base científica, não só para a vacinação do sarampo, mas qualquer vacinação para bebês, mulheres grávidas, idosos e até mesmo muitos subgrupos de adultos.

O fato de muitas vacinas serem ineficazes está se tornando cada vez mais aparente. Merck foi golpeada com dois processos de ação de classe separados alegando que mentiu sobre a eficácia da vacina contra caxumba em sua combinação MMR tiro e fabricados estudos de eficácia para manter a ilusão para as duas últimas décadas que a vacina é altamente protetora.



Estudos como o publicado na r…

Socialismo Fabiano! Lobos em pele de cordeiro.

O socialismo fabiano, ou fabianismo, é um movimento político-social britânico nascido no fim do século XIX, encabeçado pela Sociedade Fabiana. Esta associação foi fundada em Londres no dia 4 de janeiro de 1884, e propunha, como finalidade institucional, a elevação da classe operária para tornar-la apta a assumir o controle dos meios de produção.

Desde seus fundadores, o casal britânico Sidney e Beatrice Webb, o fabianismo nunca passou de um instrumento auxiliar da revolução marxista, incumbido de ganhar respeitabilidade nos círculos burgueses para destruir o capitalismo desde dentro. Os conservadores ingleses diziam isso e eram ridicularizados pela mídia, mas a abertura dos Arquivos de Moscou provou que o mais famoso livro do casal não foi escrito pelo marido nem pela esposa, mas veio pronto do governo soviético.

A articulação dos dois socialismos era chamada por Stalin de “estratégia das tesouras”: consiste em fazer com que a ala aparentemente inofensiva do movimento apareça como ún…

"Israel envolvidos no assassinato do juiz Teori Zavascki em avião para evitar papéis Panamá??

Nas informções abaixo posso não concordar com isto ou aquilo, mas postei na integra o material que encontrei pois, precisamos de toda informação possivel para que ao chegar novas noticias tenhamos uma compreenção melhor do que nos rodeia, atentem para as informações que julguem interessantes descartem o que seja dentro de seu sistema de crenças.  Ricardo Camillo.
Papéis Panamá segunda parte; levando à prisão de mais de 200 políticos e executivos, incluindo o presidente Temer e ex-presidente do Banco Central, Alexandre Tombini. Seria uma outra razão para a demissão procurado do diretor do serviço secreto Mossad ".
21 de janeiro de 2017




O juiz Teori Zavascki morreu no ataque em seu avião na quinta-feira no mar ao sul do Rio de Janeiro.

Seu assassinato foi realizado pela presidência brasileira, que é de propriedade por sionista Michel Temer com a assistência técnica do Mossad para proteger os seus investimentos em ambas as empresas Petrobras e Odebrecht SA, para evitar a prisão de mai…