ECAD: Nós não vamos pagar nada


Saudações povo brasileiro.
Nós somos Anonymous.
Recentemente uma empresa privada, o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (ECAD), passou a enviar e-mails de cobrança de multa por violação de direitos autorais, para alguns blogs que postam videos compartilhados pelo youtube.

Segundo a empresa, os blogueiros estariam violando o direito autoral dos artistas ao “retransmitir” conteúdo do youtube, e que por isso deveriam pagar direitos autorais aos proprietários do copyright deste conteúdo.

Esta empresa, que se diz representante da classe artística, é mantida com recursos do Ministério da Cultura, nosso dinheiro. E o que ela não menciona nos e-mails de cobrança é:primeiro: o ECAD não é órgão público e não tem poder algum para multar.

segundo: o ECAD já tem um acordo com o Google que lhe rende um pagamento baseado nos rendimentos do YouTube por ano para que o nosso direito a baixar conteúdo gratuito do Google seja garantido.

terceiro: a internet não é televisão nem rádio, quando você posta um video do Youtube no seu blog, o seu blog não está retransmitindo o video. Está direcionando o link diretamente para o Youtube. Em outras palavras, ainda que o video apareça no seu blog preferido, na verdade você está assistindo o video diretamente do Youtube sem passar pelo blog, o que mostra um total despreparo e desconhecimento, real ou mal disfarçado, do ECAD a respeito do funcionamento da Internet.

quarto: o artista tem, no Youtube, a opção de compartilhar ou não o conteúdo com os demais internautas. Se opta por compartilhar o conteúdo, é simplesmente porque prefere ser conhecido pelo maior número de pessoas do que ficar na mão da indústria fonográfica ou cinematográfica, que tratam o artista como um objeto de consumo, e não como um ser humano talentoso que merece todo o reconhecimento por seu trabalho.

Anonymous não compactua com oportunistas que, além de atacar o nosso direito à informação, o fazem visando o lucro fácil sem oferecer ao artista a possibilidade da emancipação profissional. Uma vez que o ECAD já é remunerado pelo Google para a completa liberação do conteúdo, Anonymous considera a atitude de cobrar duas vezes pelo mesmo conteúdo, um abuso ao consumidor que já pagou devidamente ao ECAD por aquele conteúdo, através do Google.

Sendo assim, convocamos a todos os internautas e blogueiros que se manifestem contra os abusos ECAD e de todos aqueles que tentam, sem cessar, tirar proveito do trabalho, da criatividade e imaginação dos indivíduos. Todos juntos contra os inimigos da livre informação e da livre expressão.
E mandem ao ECAD diarimente e-mails com avisos de cobrança pelo serviço de propaganda que prestam à indústria fonográfica e cinematográfica.

E então, esperemos que o ECAD possa processar a todos nós, para que ainda seja multado pelo Procon por cobrança indevida, conforme o artigo 42 do Código de Defesa do Consumidor.

#MeProcessaECAD

Nós somos anonymous.
Não esquecemos.
Não perdoamos.
Nos aguardem
.

Postagens mais visitadas