Pular para o conteúdo principal

SEREIAS - UM ASSUNTO PROIBIDO

As Sereias do Animal Planet & O Massacre dos Cetáceos Pelos Sonares Marinha Norte Americana - Verdade e Ficção
por Lygia Cabus
Depois da primeira exibição de MERMAIDS, THE BODY FOUND (em 27 de MAIO DE 2012, houve uma inundação de publicações de artigos e "notícias" que se repetiam duas tendências: crentes e descrentes... Nas sereias.
Entre os mídia, os descrentes eram (e são) os jornais tradicionais e muito bem conceituados. Os crentes, eram (e são) os "tabloides sensacionalistas" e os sites e blogs místicos e conspiracionistas. Em ambos os casos, foram predominantes as manchetes chamativas e os textos superficiais.

Os descrentes afirmam: Tudo aquilo é somente uma ficção! é fake, hoax, falso, farsa. O Dr. Robertson é um ator. Foi tudo representação. E - ainda, afirmam sem exibir qualquer tipo de registro oficial que a própria produção do Discovery - Animal Planet declarou que todo o material do documentário é "cinema", pura fantasia!

No entanto, os mídia e o governo norte-americano mobilizaram-se rápida e intensamente para desacreditar o Documentário e, agora, em 2013 - a Reportagem Especial MERMAIDS, THE NEW EVIDENCE*. *EXIBIDO EM 26/05/2013

Uma nova enxurrada de matérias foram e têm sido publicadas negando o teor jornalístico dos programas difundindo a ideia de que a audiência que crê naquelas hipóteses é composta de pessoas impressionáveis e fantasiosas.

Poucos depois do lançamento da Reportagem Especial THE NEW EVIDENDENCE, o jornal britânico Daily Mail* voltou a ironizar Documentário de 2012 ̶ MERMAIDS, THE BODY FOUND de Mockmentary - e, tal como em outras reportagens, desvia a atenção do verdadeiro evento que desencadeou a especulação sobre a existência de uma espécie de mamíferos aquáticos desconhecida.

* QUIGLEY, Rachel. How HOAX Mermaid 'mockumentary' gave Animal Planet its biggest audience EVER.
DAILY MAIL/UK, publicado em 30/05/2013
[http://www.dailymail.co.uk/news/article-2333515/Mermaid-hoax-How-mockumentary-gave-Animal-Planet-biggest-audience-EVER.html]

WASHINGTON ̶ EUA
04 de abril de 2004, na praia de Moclips, estado de Washington/EUA - o começa história com a mortandade de mais de 50 cetáceos, mamíferos marinhos, suspeita de ter sido provocada pelo uso de sonares por parte da Marinha Norte-Americana.


Sonares que trabalham e emitindo frequências sonoras muito baixas (infrassônicas) no ambiente submarino; sonares que os biólogos suspeitos serem agentes determinantes na destruição dos tecidos vivos em nível celular, produzindo a falência orgânica daqueles animais.

Ao que tudo indica, a divulgação para um grande público de que o uso desses sonares são mortais para mamíferos marinhos não convém a algum setor político-econômico mundial detentor de grande poder.

Vale lembrar que a utilização dos sonares não se limita a fins militares mas, atualmente, também são usados na navegação em geral, em estudo atmosféricos e na pesquisa do fundo dos oceanos para fins industriais-comerciais, como a prospecção de petróleo, por exemplo.

O Documentário tem cerca de uma hora e meia de duração. A Reportagem-Talk-Show, pouco mais de 40 minutos. São dois programas aparentemente sobre o mesmo tema porém, completamente diferentes, gêneros de jornalismo televisivo, diferentes.

Ambos captaram a atenção de milhões de espectadores em todo o mundo. Renderam e estão rendendo o desdobramento massivo de reportagens sobre o impacto do assunto despertando um clamoroso interesse na esfera da expressão da opinião pública.

Porém, esse interesse massivo esteve e continua limitado pelo deslumbramento com a Hipótese Antropológica dos sereianos ou a Teoria do Macaco-aquático, ilustrada com os efeitos especiais da computação gráfica.

Assistindo cuidadosamente o Documentário percebe-se que o ponto de partida para de todo o Espetáculo é o trabalho-denúncia daqueles que, desde 2005 ̶ são EX-cientistas da NOAA.

Parece que perderam o emprego ou deixaram a Agência... depois que começaram a mexer no que não deviam - depois de anos falando contra o uso de sonares que podem matar os cetáceos.

O Documentário contém uma importante denúncia de crime ambiental, o extermínio de cetáceos; uma denúncia sobre uma intervenção humana no meio ambiente marinho que ameaça a vida de uma espécie das mais nobres do reino animal: os cetáceos, cuja inteligência e sensibilidade têm surpreendido a Ciência acadêmica todos dias.
No Youtube, as imagens, do Documentário e da Reportagem são e estão sendo retalhadas, reeditadas aos cortes em sequências de 2 a 6 minutos, reproduzidas na proporção do incontável, apresentadas com títulos dúbios em páginas vazias de informação precisa sobre aquelas imagens, descontextualizando os fatos, vulgarizando a questão matriz daquelas cenas, promovendo o mal-entendido, a confusão e, por fim, o descrédito da veracidade jornalística, política, econômica, ética etc. contida no Documentário e agora, na Reportagem Especial.
Documentário e Reportagem parecem enfocar exatamente o mesmo tema mas não é assim: mais amplo, o documentário, estabelece uma relação entre os danos que os sonares da Marinha estão causando e um possível agravante, estar matando, junto com baleias e golfinhos, à uma espécie de mamíferos humanoides.

Criaturas descendentes de uma linha de evolução paralela aos homens terrestres, cuja existência, até então, tem sido ignorada pela Ciência acadêmica.
A NOVA EVIDÊNCIA, tem uma relação direta com a repercussão do DOCUMENTÁRIO. Reflete a tendência do interesse do público verificada com a exibição de THE BODY FOUND.Ficou claro que as pessoas querem as Sereias.
Então, THE NEW EVIDENCE tem um foco preciso em avistamentos e novas evidências da existência de Sereias ao longo do ano que se passou (entre maio de 2012 e maio de 2013). THE NEW EVIDENCE é fruto da repercussão de THE BODY FOUND.
Nessa Reportagem Especial, o apresentador Joe Frankel, comenta a extraordinária repercussão do Documentário MERMAIDS, THE BODY FOUND (2012) e explica o que o novo programa (2013), em um formato de talk show, mostrará novas evidências relacionadas à existência de sereianos longo do último ano (entre maio de 2012 e maio de 2013).



Sereiano, mar da Groenlândia, 2013. IN THE NEW EVIDENCE.
E mostra: A sereia de Israel, o Caso do Peixe arpoado em uma profundidade impraticável para mergulhadores comuns, as fotos históricas de uma das dezenas de "sereias" que eram exibidas em parques e circos nos Estados Unidos no fim do século XIX e finalmente, o mais impactante, o caso o filme real de um humanoide aquático (imagem acima) abordando um mini-submarino tripulado por dois cientistas dinamarqueses (geólogos submarinos) em pleno trabalho de rotina à serviço de do Governo da Islândia.

SEREIAS NÃO EXISTEM: ESTRANHA CAMPANHA
No que diz respeito ao Documentário, a força da ridicularização dos críticos de toda espécie, profissionais (jornalistas e pseudo-jornalistas) e amadores (internautas interativos) - ofusca a seriedade da questão relevante apresentada na maior parte do programa.
A parte que reproduz, através do recurso à dramatização, fatos reais relacionados à mortandade dos cetáceos. A denúncia do envolvimento de interesses militares e industriais no ocultamento de um grave crime ambiental.

ÁFRICA DO SUL
Praia de Kommetjle 10/07/2005
Em meio a tantos comentários ligeiros e superficiais sobre o DOCUMENTÁRIO, poucos se detêm no fato de que o achado do "mamífero marinho não identificado" foi um acaso na trajetória da equipe do NOAA em sua investigação protocolar e atividade de pesquisa sobre a causa da morte massiva das baleias.

Foi com o objetivo de partilhar informações, que aqueles cientistas da NOAA viajaram, em 2005 - até a África do Sul, onde restos mortais, poucos, mas ainda frescos, de uma criatura desconhecida - foram encontrados, por pescadores, dentro de um tubarão.
Não foi a equipe do NOAA que suscitou o clima suspeito que passou a envolver aquele achado. Foi a incisiva ação da polícia sul-africana (University of Capetown - África do Sul, em 08 de agosto de 2005) e das instâncias burocráticas governamentais, retardando a liberação do material coletado pelos pesquisadores, invadindo o laboratório da perícia científica, confiscando tudo em que puseram as mãos, levando os restos mortais em si, as amostras de DNA, computadores com dados de pesquisa, isso foi muito suspeito.
O confisco foi fato real e bastante assustador. E não deixa de ser fato real porque a produção do Documentário valeu-se da "dramatização" para apresentar os eventos que nenhuma câmera registrou.

A mortandade desses seres inteligentes e sensíveis como conseqüência de mais nefasta irresponsabilidade e egoísmo humanos é algo muito próximo de um verdadeiro fratricídio em massa. E este é O Escândalo.

CRIATURA CENSURADA



INTERDITADO. Foi o que aconteceu com a Homepage do Site do Dr. Paul Robertson - [http://drpaulrobertson.com/] ou - ao menos, para os "inclinados a ver fakismo" em tudo(generalização pouco racional) .
Enquanto nas telas, seja para o elogio, a crítica ou o sarcasmo, continua o sucesso das MERMAIDS do ANIMAL PLANET, as personagens reais em meio às figuras fantásticas da computação gráfica, os cientistas cuja descoberta e ousadia renovaram o tema das Sereias, enfrentaram e ainda estão enfrentando o boicote de suas carreiras , o achincalhe de seu nome e até a dúvida pública quanto à real existência deles próprios.
Há quem diga que jamais existiu um biólogo Paul Robertson nem os outros cientistas, membros da equipe que são citados ou representados no Documentário. Porém, os mais cuidadosos pesquisam e descobrem coisas estranhas, como o website interditado do Dr. P Robertson.
A página foi movimentada pela última vez em 29 de fevereiro de 2012, ou seja, poucos meses antes do DOCUMENTÁRIO - MERMAIDS, THE BODY FOUND - ter sido exibido pela primeira vez na TV norte-americana. A mesma advertência aparece em outros sites relacionados ao Dr. P. Robertson:

BELIVE MERMAIDS.COM
[http://believeinmermaids.com/]
Interditada em 29/02/2012
PIMPY YOUR POOCH GAME
Interditada em 29/02/2012
[http://www.pimpyourpoochgame.com/] ...entre outros.

PERDENDO O EMPREGO
Paul Robertson, trabalhava na NOAA - National Oceanic and Atmospheric Administration - desde 1996. "Deixou" de trabalhar lá em 2005, depois do episódio do mamífero marinho não-identificado encontrado dentro de um tubarão; tubarão que, por sua vez, foi capturado, nas redes dos pescadores, morto - na ocasião do encalhe de outro enorme grupo de baleias em mais um caso de mortandade "inexplicável" daqueles animais - na África do Sul.
Ou seja, naquela ocasião, o "mamífero marinho desconhecido" foi encontrado por acaso e longe das vistas das autoridades sul-africanas. Mas o segredo não durou muito tempo.

Como biólogos, o Dr. Paul Robertson e seus colegas não estavam procurando nenhum mistério antropológico, não eram nem nunca foram "caçadores de sereias" ou de quaisquer outras criaturas mitológicas marinhas.

FONTES:
Meet The Man Who Accidentally Convinced People That Mermaids Are Real
BUSISNESS INSIDER, 05/06/2013
[http://au.businessinsider.com/charlie-foley-created-animal-planets-mermaids-2013-6]
Mermaid hoax drowns Animal Planet's ratings record
INSIDE TV, 28/05/2013
[http://insidetv.ew.com/2013/05/28/mermaids-animal-planet-ratings/]
MERMAIDS, THE BODY FOUND, press realease. DICOVERY-ANIMAL PLANET.
[http://press.discovery.com/ekits/monster-week-mermaids/press-release.html]
acessado em 17/06/2013
MERMAIDS, THE NEW EVIDENCE.
[http://animal.discovery.com/tv-shows/mermaids/videos/the-new-evidence-are-mermaids-real.htm]
acessado em 17/06/2013
Sonar to Blame for Beached Whales, Report Says.
WASHINGTON POST, 23/07/2004
[http://www.washingtonpost.com/wp-dyn/articles/A7521-2004Jul22.html]
acessado em 17/06/2013
TORSTEN SCHMIDT. Curriculum Vitae. University Duisburg-Essen
[http://www.uni-due.de/iac/schmidt/CV_E.shtml]
acessado em 17/06/2013

Abaixo vocês verão mais detalhes deste assunto deveras contraditório, chegando ao ponto de forçarem a
Discovery a assumir que manipulou determinadas cenas. Primeiro abaixo o video afirmando ser mentira e
Após mais confusão envolvendo atores e cientistas estes que não se tem noticias.
Ricardo Camillo.


MERMAIDS, THE BODY FOUND
O MISTÉRIO DO ELENCO DE UM DOCUMENTÁRIO

por Lygia Cabus
O mistério construído em torno do conteúdo do DOCUMENTÁRIO MERMAIDS, THE BODY FOUND alcança até mesmo as informações de bastidores. A identidade dos cientistas, ao menos atualmente, (2013-2013) é quase impossível de se rastrear na internet. A pesquisa conduz a websites tarjados como INTERDITADOS.
É como se esses cientistas tivessem sido apagados da rede de comunicação mundial exceto pelas páginas relacionadas com o DOCUMENTÁRIO MERMAIDS, THE BODY FOUND.

A ficha técnica completa, com os nomes de todos os atores que participaram das reconstituições (dramatizações) apresentadas, este é um documento inacessível. As informações são contraditórias. A intrigante mudança de identidade da Dra. Rebecca Davis, entre uma versão em português e outra em inglês é inexplicável.
É necessário considerar:As reproduções do DOCUMENTÁRIO disponíveis no YOUTUBE, por exemplo, aquelas que apresentam material na íntegra em duas línguas diferente, inglês e português, curiosamente não são iguais em seu conteúdo.

Temos:
Especial Sereias [Mermaids The Body Found] documentário - (dublado em) PORTUGUÊS com 1 h 28 min e 45 seg de duração.
http://youtu.be/eRNS5ekPcdI postado em 24/03/2013

Animal Planet - Mermaids - the Body Found (inglês) com 1 h 21 min 20 seg de duração.http://youtu.be/Cm3XdC-p8_I postado em 23/02/2013

HÁ UM ELENCO, QUE REPRESENTA OS CIENTISTAS NAS RECONSTITUIÇÕES OU DRAMATIZAÇÕES DAS SITUAÇÕES QUE SÃO APRESENTADAS COMO FATOS OCORRIDOS EM 2004 E 2005, NOS ESTADOS UNIDOS E NA ÁFRICA DO SUL. Nesse elenco, destaca-se a evidente proposital grande semelhança entre o principal cientista em foco, o Dr Paul Robertson e o ator sul-africano - Andre Weideman - que o representa na reconstituição dos fatos.
ESSAS "DRAMATIZAÇÕES" São identificadas, com legendas, ao longo do documentário e não se confundem com o trabalho de computação gráfica que reproduz a hipótese da evolução dos sereianos ou Teoria dos Macacos-aquáticos.

Parte desse cast aparece nos créditos no final do Documentário. São profissionais experientes do cinema, segundo o Internet Movie Database:
[http://www.imdb.com/title/tt1816585/fullcredits?ref_=tt_ov_st_sm#cast]

RECREATION CAST


O Dr. Paul Robertson é representado por Andre Louis Wideman (imagem acima). NO TWITTER, existe uma conta @drprobertson ̶ https://twitter.com/drprobertson mas nada pode garantir a identidade da pessoa por trás de uma foto e um nome relativamente comum.
A Narração é de GREG STABNER, na versão em inglês usada nessa pesquisa mas segundo o Internet Movie Database, é a voz é de David Soul.

QUEM É A VERDADEIRA REBECCA DAVIS?
Rebeca Davis, NOAA, 1999-2005 - Polêmica, mistério, existem três atrizes que aparecem "no papel" da bióloga da NOAA em diferentes fontes/versões do Documentário mas a que aparece no original em inglês é Candice D'arcy. As outras são: Helen Johns e Kosha Engler.


Candice D'arcy, Rebecca Davis nas dramatizações/reconstituições de eventos.


ACIMA. A atriz Helen John representando a bióloga da NOAA Rebecca Davis emdepoimento.
IN http://www.spotlight.com/interactive/cv/1/F86767.html
VERSÃO: IN [http://youtu.be/Cm3XdC-p8_I] - english


Kosha Engler, atriz - no documentário, a segunda falsa Dra. Davis em depoimento.
IN [http://youtu.be/eRNS5ekPcdI] - português.

Abaixo, Kosha Engler, em uma foto antiga, apontada como uma das atrizes que se apresenta como a verdadeira Rebecca Davis, em depoimento - em uma das versões do Documentário.
IN [http://www.imdb.com/name/nm1017942/resume]


[http://www.imdb.com/name/nm1017942/resume]
Dr. Brian McCormick, que não aparece pessoalmente no Documentário - por Sean Michael
Dr Rodnei Webster, Especialista em Comunicação de animais - Universidade do Sul da Flórida - representado - na dramatização e no depoimento, pelo ator Jason Cope.
Stephen Pearsall, do Smithsonaian Institute - ATOR NÃO IDENTIFICADO
Leanne Visser, Witwatersrand University of the Witwatersrand, Johannesburg - Província de Gauteng, África do Sul - ATRIZ NÃO IDENTIFICADA
David Gitmar, University of Capetown - ATOR NÃO IDENTIFICADO



Entre os não-identificados do cast estão, ainda, os dois jovens que aparecem no começo do Documentário dramatizando o caso do encalhe de baleias em Washington, 2004.
FONTE: IMDb - Internet Movie Database

Postagens mais visitadas deste blog

Biólogos provam que o sarampo não é um vírus, e vence processo da Suprema Corte Alemã.

Em uma decisão recente, os juízes do Supremo Tribunal Federal alemão (BGH) confirmaram que o vírus do sarampo não existe.
Além disso, não há um único estudo científico no mundo que possa provar a existência do vírus em qualquer literatura científica. Isso levanta a questão do que foi realmente injetado em milhões ao longo das últimas décadas.

Nenhum cientista, imunologista, especialista em doenças infecciosas ou médico nunca foi capaz de estabelecer uma base científica, não só para a vacinação do sarampo, mas qualquer vacinação para bebês, mulheres grávidas, idosos e até mesmo muitos subgrupos de adultos.

O fato de muitas vacinas serem ineficazes está se tornando cada vez mais aparente. Merck foi golpeada com dois processos de ação de classe separados alegando que mentiu sobre a eficácia da vacina contra caxumba em sua combinação MMR tiro e fabricados estudos de eficácia para manter a ilusão para as duas últimas décadas que a vacina é altamente protetora.



Estudos como o publicado na r…

Socialismo Fabiano! Lobos em pele de cordeiro.

O socialismo fabiano, ou fabianismo, é um movimento político-social britânico nascido no fim do século XIX, encabeçado pela Sociedade Fabiana. Esta associação foi fundada em Londres no dia 4 de janeiro de 1884, e propunha, como finalidade institucional, a elevação da classe operária para tornar-la apta a assumir o controle dos meios de produção.

Desde seus fundadores, o casal britânico Sidney e Beatrice Webb, o fabianismo nunca passou de um instrumento auxiliar da revolução marxista, incumbido de ganhar respeitabilidade nos círculos burgueses para destruir o capitalismo desde dentro. Os conservadores ingleses diziam isso e eram ridicularizados pela mídia, mas a abertura dos Arquivos de Moscou provou que o mais famoso livro do casal não foi escrito pelo marido nem pela esposa, mas veio pronto do governo soviético.

A articulação dos dois socialismos era chamada por Stalin de “estratégia das tesouras”: consiste em fazer com que a ala aparentemente inofensiva do movimento apareça como ún…

"Israel envolvidos no assassinato do juiz Teori Zavascki em avião para evitar papéis Panamá??

Nas informções abaixo posso não concordar com isto ou aquilo, mas postei na integra o material que encontrei pois, precisamos de toda informação possivel para que ao chegar novas noticias tenhamos uma compreenção melhor do que nos rodeia, atentem para as informações que julguem interessantes descartem o que seja dentro de seu sistema de crenças.  Ricardo Camillo.
Papéis Panamá segunda parte; levando à prisão de mais de 200 políticos e executivos, incluindo o presidente Temer e ex-presidente do Banco Central, Alexandre Tombini. Seria uma outra razão para a demissão procurado do diretor do serviço secreto Mossad ".
21 de janeiro de 2017




O juiz Teori Zavascki morreu no ataque em seu avião na quinta-feira no mar ao sul do Rio de Janeiro.

Seu assassinato foi realizado pela presidência brasileira, que é de propriedade por sionista Michel Temer com a assistência técnica do Mossad para proteger os seus investimentos em ambas as empresas Petrobras e Odebrecht SA, para evitar a prisão de mai…